Vai (re)começar a brincadeira!

terça-feira, 6 de Fevereiro de 2018

 

 

 

Falta pouco para acabar o jejum, a contagem regressiva começou!

Os testes de inverno da temporada 2018 da F1 acontecem em Barcelona, entre os dias 26/02 e 01/03 e 06/03 e 09/03. A primeira corrida é dia 25/03, na Austrália.

Algumas caras novas, a estreia do Halo (aquela coisa horrorosa!), a volta dos GP’s da França (em Paul Ricard, vamos ver como anda a ventania na Mistral) e da Alemanha, equipes trocando de motor, muitas novidades para a gente acompanhar.

E quem é quem em 2018?

A Sauber volta a contar com motor Ferrari e vai ter o suporte da Alfa Romeo, será que tudo vai acabar em pizza? A dupla de pilotos tem a clássica dobradinha dinheiro & talento. O dinheiro fica por conta do Ericsson, o talento (espero!) fica com o Leclerc, piloto da Academia Ferrari, a aposta no futuro da turma do cavalinho.

A Haas continua parceira da Ferrari e mantém a dupla Grosjean e Magnussen, sem grandes expectativas.

A Mclaren dispensou a Honda quando a coisa parecia ter melhorado um pouco e apostou alto, trocando os japoneses pela Renault. Certo que o motor dos franceses é superior, mas os engenheiros terão que fazer alterações profundas no chassis e aí pode dar meleca de novo. A dupla de pilotos continua, com Alonso e Vandoorne.

A Toro Rosso vai ser a equipe oficial da Honda e depois uma temporada confusa em 2017, com muito troca-troca nos cockpits, vem com Gasly e Hartley. Difícil fazer qualquer previsão, mas já imaginou se a Honda acerta o motor? Se isso acontecer, vai ser engraçado ver a cara do Alonso (trilha sonora para este parágrafo – risadinha do Mutley!).

A Williams se entregou e virou abrigo de pilotos pagantes. Ok, é um esporte caro e todo mundo precisa quitar os boletos, mas ter dois pilotos pagantes é uma aposta de alto risco. A dupla Stroll e Sirotkin não inspira muita confiança…

No próximo post completamos o grid, até lá.

Vera Peres

Vera Peres é publicitária e apaixonada por Fórmula 1 – desde sempre. Acorda no meio da madrugada para acompanhar corridas. É Ferrarista, fã incondicional do Schumi e mãe do peludo Kimi Räikkönen. Já visitou a Ferrari em Maranello, viu Alain Prost, David Coulthard, Damon Hill e Jacques Villeneuve treinando no autódromo do Estoril, viu o Hulkenberg marcar a única pole da carreira (até agora), em Interlagos/2015, debaixo de uma chuvarada, chorou com a morte do Gilles Villeneuve, coleciona filmes, documentários e livros sobre o esporte. O seu sonho de consumo é assistir – ao vivo – uma prova em Monza ou em Spa.

 

Forma | Conteúdo | Moda Masculina | Design |Marcas |Universo Masculino Alfaiataria | Luxo | Primavera-Verão | Coleção | Experiência

Leia Também