Cachorro manso.

terça-feira, 28 de agosto de 2018

 

 

 

 

Contrariando o dito popular, a F1 voltou das férias de agosto mansa, morna e monótona, algo difícil de imaginar numa pista espetacular como Spa. São Pedro até tentou chacoalhar as coisas, com a chuva na classificação de sábado, mas Hamilton e Vettel garantiram a primeira fila. Depois deles, vieram os dois carros da nova Racing Point Force India, Mad Max e um enfurecido Iceman – com toda a razão! A Ferrari errar a quantidade de combustível no treino foi um erro muito grosseiro, inadmissível numa equipe como a Rossa.

E no domingo, Hulk, que até então eu considerava um bom piloto, cometeu um erro estupidamente monumental na freada da Source e causou um acidente pavoroso, com o Alonso voando por cima do Leclerc. Felizmente todos saíram inteiros, mas Kimi e Ricciardo também foram atingidos e ficaram fora da corrida. Com a ultrapassagem do Vettel ainda na primeira volta, a corrida estava decidida e mesmo as belas imagens dos novos posicionamentos de câmeras não afastaram o tédio.

Se na pista a corrida foi chata, a dança das cadeiras, que começou durante as férias de verão, anda frenética! Mercedes (Hamilton e Bottas), Renault (Ricciardo e Hülkenberg) e Red Bull (Verstappen e Gasly) já estão definidas para 2019. A Ferrari deve manter sua dupla, o anúncio de renovação com o Iceman é esperado para Monza. Na McLaren, Alonso se aposenta, e será substituído por Sainz. A segunda vaga permanece em aberto, mas as apostas indicam que Vandoorne será rifado e em seu lugar entra Ocon. Na Racing Point (eita nomezinho chinfrim!) Pérez continua, tendo como companheiro Lance Stroll, ainda em 2018. Haas e Toro Rosso ainda não tem nomes confirmados para 2019.Na Sauber devemos ter a permanência do Leclerc e talvez a segunda vaga seja ocupada por Vandoorne, deixando Ericsson a pé.

Na Williams a situação é de completo caos. Kubica deve assumir o lugar de Stroll até o final do ano, mas o cenário para 2019 está totalmente indefinido. A equipe vai perder o dinheiro do Stroll e o patrocínio da Martini. E como provavelmente vai terminar o campeonato na última posição, vai receber a premiação de menor valor entre os construtores.

Agora resta esperar e torcer par ao GP da Itália, em Monza, seja mais interessante.

Ciao, ci parliamo presto!

 

Vera Peres é publicitária e apaixonada por Fórmula 1 – desde sempre. Acorda no meio da madrugada para acompanhar corridas. É Ferrarista, fã incondicional do Schumi e mãe do peludo Kimi Räikkönen. Já visitou a Ferrari em Maranello, viu Alain Prost, David Coulthard, Damon Hill e Jacques Villeneuve treinando no autódromo do Estoril, viu o Hulkenberg marcar a única pole da carreira (até agora), em Interlagos/2015, debaixo de uma chuvarada, chorou com a morte do Gilles Villeneuve, coleciona filmes, documentários e livros sobre o esporte. O seu sonho de consumo é assistir – ao vivo – uma prova em Monza ou em Spa.

 

Forma | Conteúdo | Moda Masculina | Design |Marcas |Universo Masculino Alfaiataria | Luxo | Primavera-Verão | Coleção | Experiência

Leia Também