Alebrije.

terça-feira, 30 de outubro de 2018

 

 

 

 

Se você assistiu Viva (A Vida é Uma Festa), conhece os alebrijes, criaturas fantásticas, uma mistura de vários animais, que guiam e protegem aqueles que foram para o mundo dos mortos. Mas os alebrijes também são um dos produtos mais refinados do artesanato mexicano e a organização do GP do México criou uma galeria sensacional, que você ver clicando no link abaixo. Cada piloto ganhou seu alebrije e o do pentacampeão Lewis Hamilton é uma mistura de leão com cervo e cachorro.

https://www.mexicogp.mx/alebrijes/

A corrida foi morna e o único fator imprevisível foi o desgaste dos pneus, que levou a maioria dos pilotos a fazer duas paradas. As exceções foram Bottas, com três, e Raikkonen, com apenas uma parada. Verstappen fez uma corrida limpa e mereceu a vitória, depois de deixar escapar a pole no sábado.

Mas o que realmente importa é que a F1 tem um novo pentacampeão, fazendo companhia ao Fangio e ao Shumacher. Sim, o alemão tem sete títulos, mas é o único pentacampeão real, pois enfileirou cinco títulos em sequência no início do século.

Hamilton levou com sobras um título que parecia bem mais difícil no início do ano. A grande decepção da temporada, mais uma vez, é a Ferrari. O título até poderia não ser conquistado, mas a disputa deveria ser até a última prova do ano.  Sem grandes mudanças no regulamento para 2019, a Ferrari precisa fazer uma DR profunda, a seca de títulos já tem onze anos…

Restando duas provas para encerrar a temporada, a expectativa é que a corrida no Brasil seja boa, com o pessoal da ponta correndo liberado da pressão do resultado e o resto da turma se esgoelando para garantir pontos preciosos (e $) no Mundial de Construtores. De Abu Dhabi não dá para esperar muita coisa, só teve dois GP’s interessantes, em 2010 e 2016, quando aconteceram as decisões dos campeonatos.

Até dia 11/11, em Interlagos.

 

Vera Peres

Vera Peres é publicitária e apaixonada por Fórmula 1 – desde sempre. Acorda no meio da madrugada para acompanhar corridas. É Ferrarista, fã incondicional do Schumi e mãe do peludo Kimi Räikkönen. Já visitou a Ferrari em Maranello, viu Alain Prost, David Coulthard, Damon Hill e Jacques Villeneuve treinando no autódromo do Estoril, viu o Hulkenberg marcar a única pole da carreira (até agora), em Interlagos/2015, debaixo de uma chuvarada, chorou com a morte do Gilles Villeneuve, coleciona filmes, documentários e livros sobre o esporte. O seu sonho de consumo é assistir – ao vivo – uma prova em Monza ou em Spa.

Forma | Conteúdo | Moda Masculina | Design |Marcas |Universo Masculino Alfaiataria | Luxo | Primavera-Verão | Coleção | Experiência

Leia Também